Histórias de Sucesso

Jake Sunday Cria Alice Arcade

Visão de Adolescente Promete Mudar o Cenário Educacional da Programação

“Decidi que queria fazer algo incrível.” Apesar de inspirada, essa não é uma declaração que se espera ouvir de jovens de 16 anos. Jake Sunday é uma exceção à regra em vários sentidos. O adolescente da cidade de Utah, EUA, é um estudante de ensino médio que já possui um currículo bastante impressionante: palestrante da JavaOne4Kids (uma das maiores conferências de computação para crianças da América do Norte), criador e desenvolvedor do Alice Arcade (um projeto original que ensina computação a crianças) e produtor da amostra mais recente e popular do museu The Leonardo, em Salt Lake City.

Jake deu os primeiros passos no mundo da ciência da computação há oito anos, depois de fazer um curso básico de informática no qual ele foi exposto à linguagem de programação Java e ao desenvolvimento de animação 3D. Desde então, ele nunca mais parou de explorar as possibilidades da programação. Em outubro de 2015, Jake participou da JavaOne4Kids, um evento patrocinado pelo Oracle Academy realizado anualmente no sábado anterior ao Oracle OpenWorld, no qual ele participou dos workshops sobre Oracle Academy. Agora com 16 anos, ele já tem uma experiência considerável com Java e usa suas habilidades e conhecimentos para criar jogos e inspirar outros estudantes a aprender programação.

No entanto, foi o maior projeto de Jake até agora que o levou a ser um dos palestrantes na JavaOne4Kids 2016: trata-se do Alice Arcade, um guia interativo de conceitos básicos de Java que utiliza um sistema semelhante ao de jogos antigos (como Pac-Man™ e Frogger™) e que Jake mesclou com a ferramenta de ensino de programação Alice.

Desenvolvido por uma equipe da Universidade Carnegie Mellon, o Alice convida alunos com pouca ou nenhuma experiência a aprender as noções básicas de programação com Java ao desenvolver animações, histórias e jogos 3D por meio de um recurso de arrastar e soltar, no qual os movimentos correspondem aos comandos de linguagem de programação.

Como o Alice é uma ferramenta útil para orientar iniciantes nos fundamentos de programação, Jake sabia que ele seria o ambiente de desenvolvimento ideal para ajudar outras pessoas a aprender. O que ele mais gosta no Alice é que ele permite que os alunos tenham um entendimento profundo dos conceitos básicos de Java sem que percebam.


Faça Algo Incrível

Tudo começou quando eu participei do JavaOne4Kids pela primeira vez Depois de ver todas aquelas pessoas fazendo coisas incríveis, decidi que eu também queria fazer algo incrível.


O Alice Arcade é o resultado do contato de Jake com o Alice no JavaOne4Kids 2015. "Tudo começou quando eu participei do JavaOne4Kids pela primeira vez. Depois de ver todas aquelas pessoas fazendo coisas incríveis, decidi que eu também queria fazer algo incrível", conta Jake. Intrigado pelo Alice, Jake usou seus novos conhecimentos para desenvolver o jogo. O Alice Arcade foi projetado para ser uma introdução amigável à programação, com instruções passo a passo que explicam tudo o que o usuário precisa saber.

Para Jake, criar o Alice Arcade não era apenas para ver que coisas legais ele seria capaz de fazer. Todo o trabalho tinha um objetivo. Como membro da Boy Scouts of America entrando no projeto de Eagle Scout Service, Jake recebeu a tarefa de demonstrar liderança em um trabalho que atendesse à comunidade. Ele explica que o desafio foi de influenciar a comunidade, as escolas e a igreja do local e acredita ter cumprido a missão com o Alice Arcade.

Além de tudo, o Alice Arcade é tão impressionante que os curadores do museu The Leonardo em Salt Lake City criaram uma exibição permanente para o sistema.

Desde 2011, o museu de arte, ciência e tecnologia The Leonardo abriu as portas e a mente do público para criações inovadoras que ensinam e inspiram a comunidade.

"É uma das exposições mais famosas do The Leonardo no momento e foi desenvolvida por um adolescente", diz Jake, humilde. "Gosto de saber que as crianças querem ver meu jogo e interagir com ele." Ele conta que fica ainda mais empolgado quando crianças que não sabem programação demonstram interesse em aprender.
 

Foco no Futuro

Hoje em dia, muitas escolas não dão atenção à ciência da computação, o que é uma pena. Mas fico feliz que a minha escola está focando nisso.


De maneira bastante simples, Jake afirma que toda criança deveria aprender alguma coisa sobre programação.

Se dependesse dele, Jake ensinaria ciência da computação antes mesmo do ensino médio. Para ele, o ensino fundamental é o momento ideal para introduzir os conceitos básicos de Java com ferramentas como o Alice. "Acho que deveríamos pelo menos tentar introduzir ciência da computação no ensino fundamental, médio e profissionalizante para que todos possam se familiarizar com a área, mesmo que não gostem. Pelo menos, ensinar o básico."

Por quê? Sem pensar muito, ele responde que, em 2020, haverá 2,5 milhões de vagas de trabalho na área de ciência da computação e teme que não haja profissionais capacitados para aproveitar essas oportunidades.

Jake escolheu um sistema de jogo para o seu projeto do Alice porque ele, assim como muitos educadores mais velhos, busca meios de oferecer o ensino de ciência de computação que atraiam jovens e os incentivem a experimentar a programação. "Hoje em dia, muitas escolas não dão atenção à ciência da computação, o que é uma pena. Mas fico feliz que a minha escola está focando nisso. Temos duas turmas de ciência de computação por ano", diz orgulhoso, lamentando o fato de que muitas escolas nos EUA "não tem sequer uma."

Ele é um defensor do ensino de ciência da computação porque acredita que sua formação escolar o incentivou durante esse processo. Como Membro Institucional do Oracle Academy, a escola de Jake foi capaz de prepará-lo para os projetos que ele se dedica a criar e aperfeiçoar.

Está claro que Jake reflete bastante sobre o futuro do ensino de ciência da computação e está determinado a deixar sua marca (e a do Alice Arcade) nessa história. Mas, quais são os planos dele para o futuro? Jake ainda está avaliando as opções e considera rumos diferentes. Ele fala animadamente sobre seus planos de ingressar em uma das principais escolas de programação e design de jogos dos EUA e sem dúvida continuará fazendo a diferença no mundo da educação e da ciência da computação nos próximos anos.
 


Hardware e Software, Projetados para Trabalharem Juntos